Atenção na hora de reaproveitar a água da chuva

Com a escassez cada vez mais presente da água, muitas pessoas pensaram na alternativa de reaproveitar a água da chuva. Além de não depender da distribuição companhia responsável, essa medida ainda garante a economia de uma boa quantia no final do mês. Porém, apesar de parecer uma técnica simples, o aproveitamento de água da chuva deve seguir observações mínimas para garantir o funcionamento do sistema e, principalmente, para assegurar a qualidade da água coletada.

Começamos pelo início do processo, a maioria das pessoas sabe que é no telhado ou na laje de cobertura da edificação que a captação da água acontece. O pesquisador Luciano Zanella, do Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (IPT) afirma que por mais que pareça ser uma informação óbvia é importante enfatizar que “Jamais deve-se fazer a captação a partir de pisos”.

Depois de captada, calhas e tubos direcionam facilmente as águas até um reservatório. E é a partir desse momento que o reaproveitamento merece toda a sua atenção. É preciso prever um sistema de tratamento, e a complexidade dele vai depender dos usos pretendidos.

Em alguns casos, pode-se pensar em uma rede de distribuição da água para pontos de consumo de água não potável, como para as bacias sanitárias. Em edificações já construídas, entretanto, é indicado optar por sistemas simplificados, uma vez que o custo de novas instalações hidráulicas poderá fugir muito do seu orçamento.

Há dois aspectos não podem ser ignorados: o espaço disponível para a instalação do reservatório e, quando a intenção for instalá-lo sobre a laje de cobertura, a capacidade da estrutura para suportar o peso adicional. “A carga extra de um reservatório cheio de água pode não ser suportada por alguns tipos de construção”, ressalta Zanella.

A capacidade de reservamento deve levar em conta a sua demanda por água não potável. Isso inclui o número de usuários e seus hábitos de consumo, além das diversas aplicações que essa água pode ter na edificação, como limpeza de pisos e rega de jardins.

Tratamento

Os pesquisadores do IPT alertam que é imprescindível desprezar as primeiras chuvas. São elas que vão arrastar os poluentes presentes no ar e lavar a sujeira acumulada na área de captação. As recomendações técnicas indicam que há a necessidade de descartar em torno de um a dois litros de água da primeira chuva para cada metro quadrado de telhado. Ou seja, se a cobertura tem 20 metros quadrados, é necessário desconsiderar um volume entre 20 e 40 litros.

Um sistema mínimo de tratamento das águas da chuva envolve não somente o descarte das primeiras águas, mas a remoção dos sólidos, como folhas, galhos e areia, por meio da utilização de filtro ou tela. “É recomendada a desinfecção com compostos de cloro, quando existir a possibilidade de contato da água com a pele do usuário ou quando o tempo de armazenamento for longo,” esclarece o pesquisador Wolney Castilho Alves.

Sistemas permanentes de aproveitamento da água pluvial, instalados com o objetivo de suplementar o abastecimento para fins não potáveis, demandam sistemas mais complexos de tratamento. Com uma boa pesquisa de mercado é possível encontrar no mercado filtros e componentes de desinfecção que se adequam da melhor forma a sua necessidade e ao seu orçamento. Nesse momento é importante que você se lembre que é exigido, para sistemas de uso integrados à edificação, um projeto elaborado por profissional devidamente habilitado.

Armazenamento

Muitas pessoas ignoram essa parte, mas a qualidade da água está diretamente relacionada com o seu armazenamento. Por isso, é fundamental manter o reservatório com tampa e sem nenhuma abertura para evitar a proliferação de mosquitos ou mesmo a contaminação da água pela entrada de ratos ou insetos.

Além disso, o reservatório deve ser protegido de impactos e da luz solar, e também se deve prever uma saída de fundo no reservatório que propicie sua limpeza, quando for necessária. Os pesquisadores do IPT alertam ainda para a importância de manter o reservatório longe do acesso de crianças para evitar acidentes.

FONTE: IPT

Cuidados na área rural

O fato dos acidentes com eletricidade em zonas ruais ser pouco divulgado pelas mídias não significa que eles não acontecem. Pelo contrário, esses tipos de acidentes são muito comuns em sítios e fazendas afastados da cidade. Confira alguns cuidados que devem ser tomados para evitar que acidentes graves aconteçam com você, sua família, seus funcionários e até com seus animais. Essas dicas são para garantir a segurança de todos.

• Mantenha em bom estado de conservação o acesso ao medidor de energia;

• Evite que a vegetação cresça próxima ao medidor de energia;

• Sinalize a existência de cães através de placa e mantenha o seu cão preso e afastado do medidor de energia e da caixa de coleta de correspondência durante a leitura e entrega das contas;

• Não instale cerca de arame nas estradas de acesso que levam ao medidor de energia (relógio de luz);

• Evite que outros animais nocivos fiquem próximos ao medidor;

• Mantenha a estrada que leva ao medidor livre de fios elétricos, como fios de cercas elétricas usadas em pastagens;

• Quando possível, instale uma caixa de coleta de correspondência para facilitar a entrega da conta de luz;

• Preste atenção às abelhas e evite que elas façam colmeias nas proximidades da medição;

• tenha em mente que queimadas perto das linhas são proibidas. O fogo ou mesmo o excesso de calor danificam os cabos e as estruturas, causam curtos-circuitos e interrompem o fornecimento de energia;

• Para eletrificar cercas, use um aparelho especial chamado eletrificador de cercas. É muito importante comprar equipamentos de boa procedência e ler atentamente o manual de instruções é imprescindível . Consulte um eletricista habilitado e coloque placas de sinalização a cada 100 metros. A instalação mal feita da cerca elétrica pode provocar a morte de pessoas e animais;

• Abaixe as barras do pulverizador ao passar debaixo dos fios da rede;

• Antes de subir na colheitadeira observe se ela não está parada sob ou próxima à rede elétrica;

• Desvie o trator ou o arado dos estais (estirantes ou rabichos que sustentam os postes).

FONTE: www.dme-pc.com.br

Como evitar choques elétricos no trabalho

Antes de realizar trabalhos em redes de eletricidade, desligue a fonte de alimentação

eletricista

Nunca se esqueça de verificar se todos os aparelhos elétricos estão desligados antes de começar a trabalhar em um projeto que envolva a exposição deles.

Utilize equipamentos de proteção

protecao-choques-eletricos-no-trabalho

Luvas e sapatos feitos com material emborrachado oferecem uma ótima proteção pelo fato de não conduzirem eletricidade. Outra dica importante é colocar um tapete de borracha no chão.

Tenha muita atenção na operação de ferramentas elétricas

ferramentas-eletricas-no-trabalho

Verifique se todas as ferramentas possuem um plugue de três pinos e observe se todo o equipamento encontra-se em boas condições. Desligue todas as ferramentas antes de conectá-las à eletricidade. Quando estiver utilizando ferramentas elétricas, libere a área de trabalho dos gases, vapores e solventes inflamáveis, mantenha também os equipamentos fora do alcance da água.

Em trabalhos maiores, contate um profissional da área

eletricista-frente

Trabalhar com eletricidade requer cuidado, atenção e experiência. você pode encontrar profissionais de eletricidade aqui. Lembre-se de consultar sobre a capacitação e qualificação dos mesmos.

Como evitar choques elétricos no trabalho. Fonte: Wikihow

Orientações de segurança para redes elétricas durante as festas juninas

É tradição nos meses de junho e julho, várias festas em homenagem a São João em todo país. Em muitas dessas festas são utilizados fogos de artifício, fogueiras e várias instalações elétricas provisórias para iluminação e som. Por isso é importante tomar alguns cuidados, principalmente em relação à rede elétrica.

Técnicos e engenheiros com experiência em instalações elétricas alertam que, para as instalações temporárias sejam viabilizadas, é necessário apresentar um projeto elétrico, para que tudo ocorra com total segurança, bem como a utilização de materiais de qualidade, evitando assim incêndios e demais acidentes.

Além disso, de acordo com o engenheiro de Tecnologia e Normalização da Cemig, Demétrio Venício Aguiar, “não é permitido fazer ligações clandestinas, pois o risco de acidentes é muito grande. O mesmo vale para quem vai reunir-se em ruas, bares e praças para participar de festividades juninas e julinas. Há casos em que esse procedimento irregular já causou incêndios e deixou pessoas feridas”.

seguranca-festa-junina  iluminacao-festa-junina

Lembrando também que, as ligações provisórias para esses eventos precisam ser informadas à CEMIG com requerimentos enviados com no mínimo dez dias de antecedência.

Outra atividade que necessita de muito cuidado é em relação aos fogos de artifício, devendo ser manuseados apenas por adultos e localizados longe de qualquer fiação, afastados também de bandeirinhas ou qualquer outro material que possa representar risco de incêndio. “Os fogos de artifício podem causar queimaduras graves e, se atingirem a rede elétrica, podem gerar curto-circuito”, complementa o engenheiro.

A montagem de barraquinhas, arquibancadas, palcos, palanques e afins, bem como veículos de som e trielétrico, precisam ser utilizados em conformidade, respeitando as distâncias mínimas de segurança estipuladas (1,5 metro) em relação à rede elétrica.

Caso ocorra algum acidente na rede elétrica, podem ser realizadas solicitações de atendimento junto a CEMIG pelo telefone 116. A ligação é gratuita e a central de atendimento funciona 24 horas.

Recomendações

Enfeites, alegorias e iluminação

  • Não jogar objetos (serpentinas, confetes, entre outros) na rede elétrica;
  • Consulte a CEMIG antes de realizar qualquer instalação elétrica ou montagem de alegorias e enfeites;
  • Não faça decorações próximas de redes elétricas;
  • Não realizar ligações clandestinas (gatos).

Palcos de shows

  • Observar a existência de redes elétricas na montagem e desmontagem, bem como as instalações subterrâneas, em caso de escavações.
  • As coberturas devem ser bem fixadas, evitando o desprendimento e a possível projeção em direção a rede elétrica.

Aparelhos de som, churrasqueiras elétricas e refrigeração

  • Não ligue aparelhos elétricos nas proximidades de piscinas ou duchas.
  • Evite gambiarras e improvisos, eles aumentam o risco de acidentes com a rede elétrica.

 

 

Fonte: CEMIG

Você sabe sobre a importância da ergonomia?

A ergonomia é parte fundamental de todo trabalho, não há como trabalhar sem conforto e em posição inadequada. Sendo assim existem alguns equipamentos que podem auxiliar na hora de trabalhar.

Os produtos ergonômicos tem função de ajustar o trabalho ao profissional, protegendo-o do desconforto, assegurando a saúde e melhorando a produtividade. Cada atividade pode exigir um tipo de posição e equipamento diferente. Durante o período de trabalho podem existir sobrecargas psíquicas, físicas ou cognitivas, e os produtos ergonômicos devem evitar os problemas de postura e operacionais no momento de realização das tarefas.

Veja alguns equipamentos ergonômicos para ambientes administrativos. Estes podem auxiliar no mobiliário, no posto de trabalho e das funções exercidas. Existem vários modelos no mercado para evitar acidentes no trabalho, minimizar problemas de postura, esforços físicos e evitar os riscos de doenças ocupacionais.

Suporte para monitor

Reguláveis, apoiados ou acoplados nas mesas, oferecem conforto para o pescoço e uma postura correta da cabeça.

Apoio para os pés

Estes equipamentos são recomendados para pessoas mais baixas que não conseguem apoiar os pés no chão quando estão sentadas na mesa de trabalho.

Suporte para notebook

Para quem optar pelo notebook, e seu uso não seja prejudicial, o uso do suporte permite uma adequação ergonômica, conforto para a cabeça e uma postura adequada.

Apoio de punho para uso do mouse

Estes apoiadores permitem descansar as mãos. Além disso mantendo o mouse pad mais próximo da ponta da mesa e do corpo pode reduzir também a fadiga dos ombros e dos braços.

Cadeiras

As cadeiras possuem diversos modelos que permitem regulagens de modo a atender diversos biótipos. Nas cadeiras o apoio para o braço também é importante. Para quem faz uso de teclado e mouse a cadeira deve ser posicionada em altura que o cotovelo fique na mesma direção do teclado. Caso a atividade seja escrever na mesa a cadeira deve ficar mais baixa.

Para escolher o produto certo é importante realizar testes e avaliações por especialistas em aspectos operacionais pelos usuários. É preciso observar o usuário e as atividades que serão exercidas. Lembrando que produtos reguláveis são mais seguros pois podem se adaptar a vários tamanhos, de modo que o próprio usuário possa fazer os ajustes necessários.

É fundamental pensar nas necessidades humanas, não restringindo apenas os aspectos operacionais.

Fonte: Super Guia de Proteção

Veja como reduzir o consumo de energia nos aparelhos de sua casa

Aprenda como reduzir o consumo de energia em casa com simples dicas que você pode aplicar no dia-a-dia. Coloque em prática e economize também em seu bolso.

Sistema de Aquecimento Solar de Água

Este sistema capta a energia térmica do sol para aquecer a água que utilizamos nos banhos. Depois que a água é aquecida nas placas, ela passa para um reservatório térmico onde fica armazenada para ser utilizada nos próximos banhos.

Para um casa onde residem 4 moradores, e que pessoa toma banho diário de 10 minutos, o economia utilizando o aquecimento solar é de 70%, o equivalente a 63kWh por mês de energia não consumida.

Iluminação

  • Faça a substituição das lâmpadas incandescentes por fluorescentes, pois estas consomem 30% a menos.
  • Abra as janelas e cortinas e sempre que possível utilize a iluminação natural.
  • Apague as lâmpadas de ambientes que estejam desocupados.
  • Mantenha as luminárias, arandelas e globos limpos.

Em uma residência de 6 cômodos, utilizando 10 lâmpadas fluorescentes de 23W, se ligadas por 5 horas por dia, é equivalente a um consumo mensal de 90 kWh ou aproximadamente 8% do total da residência.

Chuveiro Elétrico

Em uma residência com 4 moradores, considerando um banho diário de 10 minutos, e com um chuveiro de potência 4.500W, o consumo médio mensal é de 90 kWh, ou aproximadamente 22% do total da residência.

  • Evite tomar banhos longos nos horários de pico, entre 17h e 22h.
  • Quando for ensaboar, desligue a torneira.
  • Utilize o chuveiro na posição verão, isso reduz o consumo em 30%.
  • Use apensas as resistências originais.
  • Não faça emendas e adaptações, evite acidentes.

Como alternativa pode ser feito o uso de um chuveiro de baixa potência

  • Este chuveiro tem um sistema que faz a recuperação do calor da água utilizada no banho para pré-aquecer a água da rede.
  • O consumo de energia deste chuveiro traz economia acima de 40%.
  • É possível instalar o produto sem necessitar realizar obras.
  • O seu funcionamento consiste em recuperar o calor residual da água do banho para realizar o pré-aquecimento da água da rede, que posteriormente vai para o chuveiro.
  • A peça que deverá ser instalada tem aparência semelhante a um piso antiderrapante.

Geladeira

  • Quando for comprar uma geladeira, dê preferência para as que possuem o Selo Procel.
  • Instale a geladeira um local afastado da parede, do fogão e do sol.
  • Evite abrir a porta da geladeira várias vezes, e não deixe-a aberta.
  • Retire e guarde alimentos de uma só vez.
  • Caso a borracha de vedação não esteja em bom estado, realize a troca da mesma.

Em uma geladeira com 2 portas, de potência de 100W, ligada 24 horas por dia, tem consumo médio mensal de 72 kWh, equivalente a 16% do total da residência.

Máquina de Lavar Roupa

Uma máquina de lavar roupa de potência equivalente a 500W, se ligada a 1 hora por dia, po 12 dias, consome uma média mensal de 6 kWh ou aproximadamente 2% do total da residência.

  • Se possível, acumule mais roupas para lavá-las de uma só vez.
  • Faça o controle da quantidade de sabão para evitar repetir o enxágue.
  • Mantenha o filtro sempre limpo.

Ar-Condicionado

Um aparelho de ar condicionado de 7500 BTU (540W), ligado 8 horas por dia, representará um consumo médio mensal de 130 kWh ou aproximadamente 30% do total da residência.

  • Mantenha as portas e janelas bem fechadas.
  • Ao compra um ar-condicionado, dê preferência aos modelos que possuem o Selo Procel.
  • Proteja a parte externa da exposição do sol.
  • A potência do ar (BTU’s) precisa ser adequada ao tamanho do ambiente.
  • Realize a limpeza do filtro periodicamente.
  • Não deixe a grade de ventilação bloqueada.
  • Evite o frio excessivo, regule o termostato.
  • Ao sair do ambiente, desligue o aparelho.

Computador

Um computador com potência de 100W, ligado 8 horas por dia, representará um consumo médio mensal de 24 kWh ou aproximadamente 6% do total da residência.

  • Programe o monitor para usar o descanso de tela.
  • Desligue o monitor caso ninguém esteja utilizando por mais de 10 minutos.
  • Programe o desligamento automático do monitor: mantenha acionado o Programa “Energy Star” (meu computador/painel de controle/vídeos).
  • Não deixe o estabilizador e a impressora ligados sem necessidade.
  • Se o tempo de inatividade for longo, não deixe-o em stand-by, desligue-o. (o consumo de aparelhos em Stand By pode representar 12% do consumo normal).

Ferro Elétrico

Um ferro elétrico de potência 1.000W, quando ligado 1 hora por dia, em 12 dias, consome 12 kWh mensalmente, ou aproximadamente 3% do total de toda a casa.

  • Acumule uma grande quantidade de roupas e passe de uma só vez.
  • Quando o serviço for interrompido, desligue o ferro.
  • Utilize a temperatura indicada para cada tecido, começando pelas mais leves.

Ventilador de Teto

Um ventilador de teto com potência de 120W, se ligado 8 horas por dia, tem consumo médio mensal de 30 kWh, equivalente a aproximadamente 7% do total da residência.

  • Desligue-o ao sair do ambiente.

Aparelho de TV

Uma TV de LED 42″ com potência de 120W, ligada 5 horas por dia, representará um consumo médio mensal de 18 kWh ou aproximadamente 4% do total da residência.

  • Se não tiver ninguém assistindo, desligue a TV.
  • Evite ligar mais de uma TV, assista junto da sua família =D
  • Antes de dormir desligue a sua TV, ou programe o timer.
  • Quando for tomar banho desligue a TV.
  • Quando a TV estiver ligada, reduza a iluminação.
  • Evite acidentes e não mexa na parte interna da TV.
  • Ao comprar, prefira televisores LED ou LCD, pois são mais modernos e econômicos.

Aparelho de Som

Um equipamento de som com potência de 80W, se ligado 3 horas por dia, tem consumo médio mensal de 7,0 kWh, o que é equivalente a 2% do total de toda residência.

  • Quando não tiver ninguém ouvindo, desligue o som.
  • Não ligue o som junto com o aparelho de TV.
  • Quanto maior a potência do equipamento de som, maior será o consumo.

Películas para controle Solar – INSULFIM

Uma alternativa bastante interessante para quando for utilizar aparelhos de ar-condicionado. Veja os benefícios:

  • Economiza energia com o ar-condicionado, conservando por mais tempo uma temperatura agradável no ambiente.
  • Bloqueia em até 99% a incidência de raios UV.
  • Reduz a incidência de calor em até 80%.
  • Deixa o ambiente mais agradável reduzindo a luminosidade.
  • Torna o vidro mais resistente, aumentando a segurança.
  • AUmenta a provacidade.
  • Agrega valor à propriedade.

Veja aqui a tabela com o consumo de outros equipamentos de uso doméstico.

Simples dicas sobre como economizar energia e dinheiro

Quando refletimos sobre o bem que podemos estar fazendo ao economizar energia no dia a dia, pensamos também na contribuição que essa economia tem para reduzir as despesas no momento de pagar a conta. Algumas simples atitudes como apagar luzes ao sair, aproveitar por mais tempo a luz solar, ficar menos tempo no chuveiro, deixar de desperdiçar água lavando a calçada, dentre várias outras, reduzem muito os danos que o meio ambiente pode sofrer.

Essas medidas podem ser realizadas sem abrir mão do conforto, veja abaixo alguns exemplos de como economizar energia e dinheiro que todos podem aplicar em sua casa. Os exemplos abaixo foram recolhidos no hotsite da CEMIG, com base em uma economia de 20% na conta de energia, e o tempo de uso dos aparelhos foi reduzido também em 20%. O valor médio considerado é de R$ 0,65 por kw/h:

economia-chuveiro-eletricoChuveiro Elétrico de 4500 Watts

Quando ligado por 20 horas, o chuveiro consome 90 kwh/mês, equivalente a R$ 58,50. Se houver uma redução no tempo, ligando por 16 horas, o consumo cai para 72 kwh/mês ou R$ 46,80.

A economia gerada na redução do tempo no chuveiro é de R$ 11,70 na hora de pagar a conta.

 

economia-ferro-de-passar-roupaFerro de passar de 1000 Watts

Se ligado por 12 horas, o ferro de passar consome 12 kwh/mês ou R$ 7,80. Agora, se a utilização for reduzida em 9,6 horas, o consumo cai para 9,6 kwh/mês, equivalente a R$ 6,24.

Neste caso a economia é de R$ 1,56.

 

economia-maquina-de-lavar-roupaMáquina de lavar roupa de 500 Watts

Um eletrodoméstico ligado por 20 horas consome o equivalente 10 kwh/mês ou R$ 6,50. Reduzindo o tempo para 16 horas, o aparelho passa a consumir 8 kwh/mês ou R$ 5,20.

A economia gerada nesta situação é de R$ 1,30.

 

economia-tvTV LCD 32″ de 150 Watts

Se a TV ficar ligada por 150 horas, seu consumo é de 22,50 kwh/mês, equivalente a R$ 14,63. Porém se o tempo for reduzido para 120 horas, o consumo cai para 18 kwh/mês, o que significa R$ 11,70.

A economia da TV neste situação na hora de pagar a conta é de R$ 2,93.

 

economia-lampadasTrês lâmpadas incandescentes de 100 Watts

Se estiverem acessas por 150 horas, as lâmpadas incandescentes consomem 15 kwh/mês ou R$ 9,75. Mas se as mesmas forem substituídas por fluorescentes de 23 Watts, o consumo é de apenas 3,45 kwh/mês ou R$ 2,24.

Se acesas por 120 horas, as incandescentes consomem 12 kWh/mês ou R$ 7,80. Já as fluorescentes consomem 2,76 kWh/mês ou R$ 1,80. Assim, a economia é de R$ 6,00.

Portanto a economia gerada pela substituição das lâmpadas e redução do tempo ligadas é de R$ 6,00 no seu bolso.

Por fim, a economia total

Em uma casa que possua todos os equipamentos listados, considerando a utilização das lâmpadas do tipo fluorescente no menor tempo de uso (120 horas), a economia em relação ao consumo é de 36,14 KWh, e no seu bolso seria em torno de R$ 23. Aplicando em uma ano, essa economia poderia chegar a R$ 276.

Veja abaixo a tabela com o consumo de outros equipamentos de uso doméstico

Aparelhos Elétricos Dias Estimados
Uso/Mês
Média
Utilização/Dia
Consumo Médio Mensal
(kWh)
Aparelho de blu ray 8 2 h 0,19
Aparelho de DVD 8 2 h 0,24
Aparelho de som 20 3 h 6,60
Aquecedor de ambiente 15 8 h 193,44
Aquecedor de mamadeira 30 15 min 0,75
Aquecedor de marmita 20 30 min 0,60
Ar-condicionado tipo janela menor ou igual a 9.000 BTU/h 30 8 h 128,80
Ar-condicionado tipo janela de 9.001 a 14.000 BTU/h 30 8 h 181,60
Ar-condicionado tipo janela maior que 14.000 BTU/h 30 8 h 374,00
Ar-condicionado tipo split menor ou igual a 10.000 BTU/h 30 8 h 142,28
Ar-condicionado tipo split de 10.001 a 15.000 BTU/h 30 8 h 193,76
Ar-condicionado tipo split de 15.001 a 20.000 BTU/h 30 8 h 293,68
Ar-condicionado tipo split de 20.001 a 30.000 BTU/h 30 8 h 439,20
Ar-condicionado tipo split maior que 30.000 BTU/h 30 8 h 679,20
Aspirador de pó 30 20 min 7,17
Batedeira 8 20 min 0,400
Boiler elétrico de 200 L 30 24 h 346,75
Bomba d’água 1/2 cv 30 30 min 7,20
Bomba d’água 1/3 cv 30 30 min 6,15
Cafeteira elétrica 30 1 h 6,56
Cafeteira expresso 30 1 h 23,82
Chaleira elétrica 30 1 h 28,23
Churrasqueira elétrica 5 4 h 76,00
Chuveiro elétrico – 4500 W 30 32 min 72,00
Chuveiro elétrico – 5500 W 30 32 min 88,00
Computador 30 8 h 15,12
Enceradeira 2 2 h 1,80
Espremedor de frutas 20 10 min 0,18
Exaustor fogão 30 2 h 9,96
Fax modem em stand by 30 24 h 2,16
Ferro elétrico automático a seco – 1050 W 12 1 h 2,40
Ferro elétrico automático a vapor – 1200 W 12 1 h 7,20
Fogão elétrico – cook top
(por queimador)
30 1 h 68,55
Forno elétrico 30 1 h 15,00
Forno micro-ondas – 25 L 30 20 min 13,98
Freezer vertical/horizontal 30 24 h 47,55
Freezer vertical frost free 30 24 h 54,00
Frigobar 30 24 h 18,90
Fritadeira elétrica 15 30 min 6,81
Furadeira 4 1 h 0,94
Geladeira 1 porta 30 24 h 25,20
Geladeira 1 porta frost free 30 24 h 39,60
Geladeira 2 portas 30 24 h 48,24
Geladeira 2 portas frost free 30 24 h 56,88
Grill 10 30 min 3,20
Home theater – 350 W 8 2 h 5,60
Impressora 30 1 h 0,45
Lâmpada fluorescente compacta – 11 W 30 5 h 1,65
Lâmpada fluorescente compacta – 15 W 30 5 h 2,25
Lâmpada fluorescente compacta – 23 W 30 5 h 3,45
Lâmpada incandescente – 40 W 30 5 h 6,00
Lâmpada incandescente – 60 W 30 5 h 9,00
Lâmpada incandescente – 100 W 30 5 h 15,00
Lavadora de louças 30 40 min 30,86
Lavadora de roupas 12 1 h 1,76
Liquidificador 15 15 min 0,80
Máquina de costura 10 3 h 3,00
Modem de internet 30 8 h 1,92
Monitor 30 8 h 13,20
Monitor LCD 30 8 h 8,16
Multiprocessador 20 1 h 8,56
Nebulizador 16 2,5 h 1,68
Notebook 30 8 h 4,80
Panela elétrica 20 1 h 22,00
Prancha (chapinha) 20 30 min 0,33
Projetor 20 1 h 4,78
Rádio elétrico pequeno 30 10 h 1,50
Rádio relógio 30 24 h 3,60
Roteador 30 8 h 1,44
Sanduicheira 30 10 min 3,35
Scanner 30 1 h 0,27
Secador de cabelo – 1000 W 30 10 min 5,21
Secadora de roupa 8 1 h 14,92
Tanquinho 12 1 h 0,84
Telefone sem fio 30 24 h 2,16
Torneira elétrica – 3250 W 30 30 min 48,75
Torradeira 30 10 min 4,00
TV em cores – 14″ (tubo) 30 5 h 6,30
TV em cores – 29″ (tubo) 30 5 h 15,15
TV em cores – 32″ (LCD) 30 5 h 14,25
TV em cores – 40″ (LED) 30 5 h 12,45
TV em cores – 42″ (LED) 30 5 h 30,45
TV portátil 30 5 h 7,05
Ventilador de mesa 30 8 h 17,28
Ventilador de teto 30 8 h 17,52
Videogame 15 4 h 1,44

Veja como reduzir o consumo de energia nos aparelhos de sua casa

Cuidado com escadas, degraus e pisos escorregadios

Vários acidentes ocorridos dentro das empresas tem como causa tropeços e escorregões. O índice de acidentes deste tipo aumenta todo ano em decorrência do aumento de trabalhadores. Apesar de parecer simples, alguns escorregões e quedas podem causar sérias sequelas, como fraturas e perfurações.

Dentre as causas mais comuns encontram-se arrumações deficientes em pisos ou degraus, locais sujos com obstáculos pelo chão, e pisos escorregadios. As medidas cabíveis de prevenção são geralmente simples e de baixo custo, como limpeza constante, e cuidados básicos de segurança, como sinalização do local e instalações provisórias. É importante realizar uma avaliação de risco de modo preventivo, para que a saúde física dos trabalhadores seja mantida e também para que não haja prejuízos para empresa decorrente dos possíveis acidentes. Algumas medidas são muito eficientes, como optar por pisos antiderrapantes, realizar manutenção periódica das instalações e também utilização de calçado e material adequado para o local e atividade exercida.

Com simples medidas de prevenção muitos acidentes podem ser evitados, contribuindo para o bem de todos.

 

 

Encontre nesse site tudo sobre NR35 – Trabalhos em Altura.

Cuidados com Fogos de Artifício

Após as festividades do natal, nos aproximamos dos últimos dias do ano, onde todos comemoram a virada de ano. Várias comemorações do ano novo são marcadas pelo uso de fogos de artifício, alguns deles por vários minutos seguidos. O céu fica cheio, e eles dão um brilho a mais na noite, dão beleza as festas, mas podem também levar riscos de acidentes tanto para adultos quanto para crianças. Saiba mais abaixo:

fogos de artificio

1 – Compre fogos de artifício em lojas especialiadas e que possuem certificado.

2 – Quando guardar os fogos antes de utilizar, armazene-os em local frio e seco, e que esteja longe do alcance de crianças.

3 – Não transporte os fogos de artifício no bolso, pois assim você estará expondo a própria integridade física e também a de outras pessoas com o risco eminente de acidente. Estes cuidados também servem para as bombinhas, que geralmente são utilizadas em brincadeiras de crianças e que, quando transportadas junto ao corpo porde representar perigo.

4 – Verifique atentamente as instruções contidas na embalagem e siga-as corretamente.

5 – Caso tenha feito uso de bebida alcoólica, não solte fogos de artifício.

6 – Solte foguetes apenas em locais abertos e em direção contrária às pessoas, bem longe de igraejas, mercados, escolas ou quaisquer outros lugares públicos.

7 – Nunca reutilize os fogos usados ou que tenham falhado.

8 – Nunca modifique os fogos de artifício ou tente fazer experiências com eles.

9 – Caso deseje realiar um show pirotécnico, contrate um profissional especializado.

10 – Em caso de acidente não se esqueça de ligar para o Corpo de Bombeiros (193) ou para o SAMU (192).

Fonte: Revista Dicas de Emergência

Evite acidentes na hora de construir e reformar

Veja abaixo as dicas e normas antes de realizar sua construção ou reforma. Evite acidentes e mantenha-se em segurança.

– Tenha atenção quanto ao manuseio de canos de cisternas próximos à rede elétrica.

– A utilização de sucatas de materiais metálicos para construção de cercas pode aumentar o risco de choque elétrico.

– Ao operar caminhões, guindastes, gruas, caçambas, retroescavadeiras e tratores, mantenha sua atenção com as redes aéreas e subterrâneas.

– Quando for necessário a utilização de andaimes e elevadores próximos à rede elétrica, fique atento aos princípios básicos de operação dos equipamentos. Ligue para a CEMIG para que seja verificada a real necessidade de afastamento ou proteção dos cabos de energia.

– Ao realizar o transporte ou manuseio de vergalhões, canos, tábuas, calhas, desempenadeiras, trenas ou réguas metálicas, verifique antes a distância da rede elétrica em relação à obra e, se necessário, faça a instalação de barreiras protetoras. Lembre-se de sempre consultar o responsável técnico da obra.

– Siga os cuidados especiais quando realizar a montagem das formas e armações próximas à rede e aos equipamentos elétricos.

– Redobre o cuidado ao içar ou descer materiais através de carretilhas, roldanas, elevadores e guinchos, evite que possam tocar na rede ou nos equipamentos elétricos.

– Verifique se a área em que os trabalhos serão realizados estão livres de objetos que possam ocasionar acidentes.

Normas e medidas de segurança

– Todas as normas de segurança estabelecidas pelos órgãos competentes devem ser seguidas.

– Para execução das obras contrate os profissionais qualificados.

– Lembre-se que é proibido construir debaixo ou muito perto da rede elétrica. Em casos como este, informe a CEMIG sobre as providência que devem ser tomadas.

– Mantenha-se informado sobre as distâncias mínimas que devem ser mantidas entre a obra e a rede elétrica.

– Para a instalação do padrão de entrada ou medidor de energia, siga as orientações da CEMIG para identificar o local apropriado.

– Utilize sempre os equipamentos de segurança adequados para à atividade.

Fonte: Cartilha CEMIG